Blog Contra Grife

Novidades e conteúdo exclusivo sobre música e entretenimento cult.

A foto tirada em 1992 em meio a  ascensão do Pantera, estava entre as 20 tiradas nos sete ensaios que garantiram ao fotógrafo John Kaplan, o prêmio Pulitzer de melhor fotografia do mesmo ano. O trabalho, denominado: “Age Twenty-One in America”, mostrava sete personagens representando um espectro geográfico/sociológico da realidade de jovens de vinte e um anos nos EUA.

A foto captou toda impetuosidade transmitida por Phil Anselmo. O cara era uma usina atômica de energia e raiva; e Kaplan captou e eternizou o momento em que Phil vivia seus dias mais memoráveis.

O Pantera foi uma das poucas bandas que conseguiram fazer a transição de fase “poser” para algo redondamente explosivo e perfeito. Hoje, quando se fala na palavra “camaleão”, logo se pensa em David Bowie, mas se formos mais além, veremos que o Heavy Metal conseguiu ser tão ou mais camaleão do que Bowie em alguns momentos.

Dezenas de músicos que atingiram certo grau de fama entre os anos 80/90 modificaram-se quando perceberam a ascensão de outros gêneros. Grande parte deles estilhaçou-se por causa disso, mas o Pantera talvez seja o grande vencedor na loteria das transformações do metal.

Em meados da década de 80, as novas tecnologias de gravação e ideias “brilhantes” de produtores, como a bateria eletrônica (principalmente), foram um pesadelo para o estilo. As novas concepções radiofônicas que exigiam formatos mais comerciais, fizeram com que muita gente encarasse o esdrúxulo, o bizarro. Mas era a tendência! Haviam contratos, haviam carreiras a serem mantidas, o caminho era ceder. Aí, o que era o máximo, beirou a decadência.

Mas como tudo costuma ter um prazo de duração, não tardou muito para que o jogo virasse e o peso viesse à tona novamente, com discos que causaram estardalhaço por todos os cantos da Terra. Felizmente, a década seguinte nos apresentou um infinito de novas opções, que acertaram em cheio e explodiram pelo mundo. Não há como negar que inúmeros artistas eternizaram seus trabalhos nesse período.

 E o Pantera é, com certeza, um dos maiores exemplos disso.

Curtiu? Confira um amplo catálogo de estampas cult e rock’n’roll na Contra Grife – Camiseteria e escolha suas preferidas: www.contragrife.com.

Um manancial de grandes e eternas memórias
de tudo que é e foi relevante,
de tudo que não pode ser esquecido.

Relacionamento

Tem alguma dúvida? Entre em contato conosco. Fone: 51 3541.7621 | contato@contragrife.com Rua Guilherme Lahm, 1874 - Jardim do Prado Taquara/RS

Formas de Pagamento

Formas de Envio

Certificados

Selo de Segurança - Chuck Norris Approved
Selo de Segurança - Chuck Norris Approved

Pin It on Pinterest